CATEQUESE !!!

Fazei tudo o que Ele vos mandar (Jo 2,5)

Mudança nas Relações Familiares

Texto: Ef 5.31,33

“Nenhum sucesso no mundo justifica o fracasso no lar”

Há definitivamente uma ligação entre sucesso familiar e sucesso pessoal. O cultivo de relacionamentos familiares saudáveis lança o fundamento para o sucesso futuro. A maior coisa que um pai pode fazer por seus filhos é amar a mãe deles, e vice versa.
Uma boa família nos ajuda a conhecer nosso propósito, desenvolver nosso potencial e a desfrutar da nossa jornada com uma intensidade que seria impossível de outra maneira.


Passos para cultivar uma família saudável

  1. 1.     Expressem apreciação um pelo outro

 

  • “A casa é o lugar para onde os membros da família vão quando estão cansados de serem legais com as outras pessoas”. Aguentamos tudo no serviço e não aguentamos nada em casa
  • Para cada observação negativa feita a um membro da família são necessárias quatro declarações positivas para compensar o dano.

 

  1. 2.     Estruturem a vida para passar tempo juntos
     
  • “O lar tem se tornado um trevo onde membros da família passam um pelo outros rumo a  lugares e atividades diferentes”.
  •  Temos que ser criativos, nos planejar, examinar e fazer nossa agenda para ficarmos juntos!

 

  1. 3.    Lide com a crise de maneira positiva

 

  • A crise sempre pode ser uma oportunidade disfarçada para a mudança e o amadurecimento.
  •  Estratégias no processo de solução de problemas familiares:
    - Ataque o problema, nunca a pessoa.
    - Obtenha todos os fatos.
    - Relacione todas as opções.
    - Escolha a melhor opção.
    - Procure pelos aspectos positivos no problema.
    - Nunca sonegue amor a seus pais eles precisam de seu carinho e afeto de filho.

 

 

  1. 4.   Comunique-se continuamente

 

  • Sugestões para ajudas as famílias a cultivar uma boa comunicação:
    - Desenvolva plataformas para a comunicação
    * Caminhar juntos
    * Ligue para seus pais e irmãos várias vezes ao dia
    * Reúna toda a família para almoçar uma vez por semana
    * Ofereça-se para ajudar sua mãe na cozinha, seu pai em seus afazeres doméstico,  etc.


- Controle-se quanto as meios de comunicação
* Televisão
* Internet
* Telefone

-Dê mais tempo a sua família
- Encoraje a honestidade e a transparência nas conversas
* Diferenças de opinião são saudáveis e normais e não devem ser ridicularizadas. Converse com seus pais sobre suas dúvidas, seus medos, não existe conselheiro melhor que seus pais.

 

 

  1. Compartilhe os mesmos valores

 

  • Perigo: a sociedade moderna quer impor que os pais não têm o direito e inculcar seus valores em seus filhos. Querem nos fazer crer que as crianças devem criar seus próprios valores. Todavia, se os pais não fizerem isso, outros farão (artistas, celebridades, escritores, animadores, apresentadores, publicitários, políticos, jogadores, produtores de filmes e novelas, etc.)
  • Quais são os valores que você deseja para seu futuro como jovem?

 

É necessário identificá-los. Exemplos:
- Compromisso com Deus
- Compromisso com o crescimento pessoal e familiar
- Experiências em comum compartilhadas
- Confiança em si e nos outros
- Desejo de contribuir com a vida

A vida familiar é como um horizonte que dá direção ao nosso caminhar. As possibilidades e as situações concretas de cada grupo familiar variam muito. A comunidade eclesial vivendo, ela mesma, um clima fraterno de família, poderá servir de apoio e espaço de ajuda para enfrentar problemas que surgem nas famílias ou com qualquer tipo de desamparo ou solidão. (DNC, n. 240)
Mesmo com tantos desafios, a catequese acredita na família como ambiente propício para o desenvolvimento da fé cristã. Na família o processo de crescimento da fé brota da convivência, do clima familiar e do testemunho dos pais. É uma catequese mais vivencial do que sistemática. Os pais são “os primeiros mestres da fé” (CR 121). Se os filhos não tiverem tais mestres, a catequese necessitará ainda de mais competência e acolhimento para educá-losna fé.
Para a Igreja, os pais são os primeiros e principais responsáveis pela vida e pela educação de seus filhos; são os primeiros educadores da fé (cf. DGC 255; cf. CDC 774 §2). Essa visão cristã da família abre e impulsiona a Igreja ao trabalho evangelizador e pastoral com todas as formas de vida familiar. Com humildade ela oferece apoio, motivações e meios para o crescimento das relações humanas de qualidade que favoreçam o crescimento na fé, no amor e na solidariedade, e criem ambiente para um crescimento sadio das gerações jovens (cf. AS 129d). Por isso, onde não se puder contar com a família, haja catequistas especialmente sensíveis e preparados para ouvir crianças, jovens e adultos que devem achar na Igreja estímulo para ser melhores e crescer na fé, sejam quais forem as condições de seu ambiente doméstico. De fato, a Igreja, como missionária, vai ao encontro daqueles que mais precisam de cura, de Salvação, de esperança.
As comunidades e, mais concretamente, a Pastoral Familiar e a Catequese, precisam preparar agentes e educadores capazes de discutir criticamente com as crianças, adolescentes e jovens os programas veiculados pelos meios de comunicação social. (DNPF, n. 165)

Pelo sacramento do Matrimônio os pais recebem a graça e a responsabilidade de serem os primeiros catequistas de seus filhos. Mesmo diante dos desafios atuais da família, ela é chamada a dar os primeiros passos na educação da fé dos filhos (cf. CDC 774 §2). Espera-se que seja no cotidiano do lar, na harmonia e aconchego, mas também nos limites e fracassos, que os filhos experimentem a alegria da proximidade de Deus através dos pais. A experiência cristã positiva, vivida no ambiente familiar, é uma marca decisiva para a vida do cristão. A própria vida familiar deve tornar-se um itinerário de educação de fé e uma escola de vida cristã.

Exibições: 194

Comentar

Você precisa ser um membro de CATEQUESE !!! para adicionar comentários!

Entrar em CATEQUESE !!!

Comentário de Valquíria Pereira Da Silva em 24 março 2015 às 9:02

Obrigada Lilian e Jorge.

Comentário de Lilian Volpato em 23 março 2015 às 18:55

Muito importante, obrigada pela contribuição.

Comentário de Jorge Kontovski em 21 março 2015 às 18:33

Oi Valquiria!!! Gostei do texto. Muito oportuno, aliás... Continue colaborando, postando temas interessantes... PARABÉNS !!!

CAPELA VIRTUAL

Vem meditar comigo

 

EU ESTOU AQUI

 

 

 

Membros

Fórum

Quem fundou a Igreja Católica??? 4 respostas 

Iniciado por Jorge Kontovski. Última resposta de Jorge Kontovski 1 Jul.

Batismo em crianças

Iniciado por laila patricia 28 Set, 2015.

Confissão para a Primeira Eucaristia de Crianças (entre 11 e 13 anos) ?? 7 respostas 

Iniciado por Jorge -Catequista de Adolescente. Última resposta de Delourdes P. Prado 2 Jun, 2014.

1°Encontro

Iniciado por ana maria barbosa de araujo 21 Mar, 2014.

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Badge

Carregando...

LINKS

Estes contam com o meu apoio:

Baixar Livros Gratis em PDF
Baixar Livros Gratis

CATEQUESE E LUZ

PEQUENAS IRMÃS DA SAGRADA FAMÍLIA

Image

 

A PAIXÃO DE SER CATEQUISTA

Image

 

© 2020   Criado por Jorge Kontovski.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço